O impacto da pandemia de coronavírus nos pequenos negócios!


A pandemia do coronavírus impactou a maioria dos negócios, mas o que pode ser feito para reverter isso? Confira algumas dicas!

O Sebrae divulgou uma pesquisa feita pela UGE (Unidade de Gestão Estratégica) que trouxe informações sobre o impacto da pandemia nas pequenas e médias empresas. O relatório mostra que a média de faturamento ainda está 43% abaixo do nível pré-pandemia, o que, em muitos casos, não cobre nem as despesas.

Ao todo, 6.080 empresas de todos os estados e do Distrito Federal participaram da pesquisa, representando algo entre 17 milhões de pequenos negócios.

O ponto de partida que queremos ressaltar neste artigo é que em 2019 (ou seja, antes da pandemia) 73,4% dos empresários já consideravam a saúde do negócio como razoável e ruim.

Então, como essas empresas brasileiras sobreviveram nesses quase dois anos de crise mundial? E como se adaptar para aumentar o faturamento? Continue a leitura…

O cenário nos dias de hoje

Das pequenas e médias empresas que participaram da pesquisa 87,5% alegaram que seus negócios diminuíram como um todo. Infelizmente, esse número alarmante traz prejuízos em cadeia, ou seja, negócios fechando se traduzem em pessoas desempregadas.

Nunca precisou de um vendaval tão grande para as empresas iniciarem os cortes de gastos pelos funcionários. Os custos com pessoal sempre são altos — já que há outros compromissos além do salário.

Quase 3.500 (57,1%) empresas entrevistadas colocaram a folha salarial no top 3 de maiores custos. Por isso, a situação complicada fez com que 17,8% delas suspendessem contratos de trabalho.

O que fazer para aumentar o faturamento e reduzir o impacto da pandemia?

A entrada de dinheiro é um problema, então muitos já recorreram a empréstimos. Mas veja só: à pesquisa, 1.824 empresas disseram que já solicitaram crédito, sendo que apenas 206 conseguiram. Em épocas de incertezas tão fortes, as financeiras estão muito cautelosas para liberar a verba.

Então, veja algumas dicas a seguir para contornar essa situação e aumentar o faturamento da sua empresa.


Esteja nos meios online

O material produzido pelo Sebrae revela que só 30% das empresas obtêm a maior parte do faturamento por canais online. Ao cruzar essa informação com a de que mais da metade dos entrevistados estão aflitos quanto ao futuro do negócio, vemos a importância de incluir estratégias online na empresa.

LEIA TAMBÉM: Aumentar as vendas: 3 dicas para aplicar em seu negócio!

Aumentar os pontos de atendimento

Se você atua no ramo gastronômico e faz entregas por delivery, revise o fluxo de atendimento da sua empresa. Imagine, por exemplo, que você esteja habituado a receber pedidos só pelo iFood. A tendência é que haja um aumento no número de solicitações.

Porém, esse público acostumado a pedir por aplicativo não é o único. Muitas pessoas gostam de ligar ao estabelecimento e pedir uma recomendação, por exemplo. Talvez seja uma demanda que você esteja perdendo.

Então, aumente seus pontos de atendimento: ofereça a possibilidade de os clientes comprarem por WhatsApp, pelo botão “pedir refeição” do Instagram, pelo telefone… Estude e veja os canais preferidos deles.

Facilite o pagamento para o seu cliente

Muitos se limitam quanto às formas de pagamento que oferecem, mas, na maioria das vezes, é por desconhecer as inúmeras possibilidades. Primeiramente, as principais formas de pagamento hoje são:

  • Cartões (crédito, débito e vouchers);
  • QR Code;
  • Pix;
  • Boleto;
  • Transferência.

E a boa notícia é que existem opções que reúnem todas essas modalidades em um só serviço. Assim, é possível ter uma maquininha de cartão cobrindo praticamente todas as bandeiras e, ainda, soluções de pagamento avançadas.

Nós recomendamos que você escolha a disponibilidade de pagamentos de acordo com o que é essencial para o seu negócio. Então, dê uma olhada nesse conteúdo que preparamos.


Ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com a sua experiência ao empreender na pandemia? Deixe seu comentário no final desta página, sua opinião é muito importante!

LEIA TAMBÉM: Maquininha com menores taxas para pessoa física!


Moderninha Pro

Aquira agora sua Moderninha Pro com um SUPER DESCONTO!

Você não paga aluguel, taxa de adesão, não precisa ter conta bancária, pode aceitar as principais bandeiras do mercado, além de vouchers como VR, Elo, entre outros, fazer recargas de celular para qualquer operadora e ainda tem 5 anos de garantia.

Garanta já a sua Moderninha Pro e aumente suas vendas!


ATENÇÃO: TODAS as maquininhas citadas em nosso blog podem e devem ser adquiridas nos sites oficiais indicados. Em caso de dúvidas no que se refere a compra da máquina, fale conosco pelo WhatsApp que teremos prazer em lhe ajudar.

O que achou deste artigo?

Quero deixar um comentário!