O crescimento assustador do mercado de máquinas de cartão de crédito!


Mercado que antes era dominado pela Cielo ganhou nos últimos anos uma enxurrada de novos concorrentes. PagSeguro, Sumup, Stone, Credicard, Stelo e Mercado Pago estão conquistando cada vez mais clientes.

Foi-se o tempo em que o mercado de máquinas de cartão de crédito era dominado por Cielo (controlada por Banco do Brasil e Bradesco), Rede (Itaú) e GetNet (Santander). Nos últimos anos o mercado ganhou uma enxurrada de novos concorrentes, e quem puxou a fila foi a UOL com a PagSeguro.

Hoje a quantidade de empresas de maquininhas de cartão sem aluguel é absurda, mas da para afimar que o grande destaque fica com essas 5 empresas: PagSeguro, Sumup, Stone, Credicard, Stelo e Mercado Pago.

O crescimento destas empresas foi impulsionado pela inclusão de uma grande leva de clientes e de novos micro e pequenos empresários. Havia uma enorme oportunidade de diminuir taxas e lançar novos produtos e serviços para dinamizar o setor que sofria com poucas opções. Já para as grandes, o aumento da concorrência forçou rápidas mudanças para se equiparar com os novos concorrentes.

LEIA TAMBÉM: As 3 Melhores Máquinas de Cartão sem Aluguel

A guerra das maquininhas de cartão já foi longe demais?

Vamos falar de números agora…

A maior vítima desta explosão no mercado foi Stone, que começou a ser acompanhada pelos bancos de investimento com relatórios duros, que levaram as ações da empresa a cair 13% na Nasdaq, a bolsa americana de tecnologia. A empresa, fundada por Andre Street e Eduardo Pontes, veteranos do mercado de pagamento, estreou na bolsa em outubro, e já negocia abaixo do valor de lançamento das ações.

Outra empresa que abriu capital este ano nos Estados Unidos, a PagSeguro, perdeu 15% de valor de mercado em dois dias. Desde janeiro, quando foi à bolsa, a queda acumulada chega a 27%.


A Cielo, líder do setor, também levou uma surra dos analistas. Segundo o Credit Suisse, em relatório também divulgado na segunda-feira, “não há luz no fim do túnel para a empresa”. A Cielo divulgou em 31 de outubro ter registrado baixa de 20% no lucro, para 813 milhões de reais, no período de julho a setembro de 2018 ante o terceiro trimestre do ano passado. Suas ações caíram 27% em vinte dias, para 9,26 reais. Só na segunda-feira a ação perdeu 5%.

Para volta a ganhar terreno, a companhia cortou recentemente seus preços em 30%, uma mordida que afeta seu balanço mas que, segundo o Credit Suisse, não é suficiente para recuperar terreno. “Em uma guerra de preços, ninguém ganha”, escreveu um time de analistas liderado por Lucas Lopes em relatório. “A ideia de que esse segmento é uma vaca leiteira em termos de lucros precisa ser repensada.”

Segundo dados da Abecs, a associação das empresas de pagamentos, o Brasil tinha em 2017 5 milhões de maquininhas instaladas, o que dava uma média de 24,7 processadores para cada mil habitantes. O ranking global é puxado por Austrália, com 39 maquininhas por mil habitantes, Itália, com 37, e Reino Unido, com 33. O Brasil já está no grupo de países como Suécia, com 26 maquininhas por mil habitantes, e França, com 22. Estamos também muito à frente de economias com o poder de compra semelhantes à nossa, como Rússia (com 12 processadores de pagamentos), México e África do Sul (com sete).

Mas os dados da Abecs levam em conta um cenário que já ficou para trás. As cinco maiores adquirentes do país já têm, juntas, cerca de 8 milhões de maquininhas, segundo levantamento de EXAME. Ou seja: as empresas puxaram tanto a corda que podem ter criado um cenário de competição prejudicial a todas elas.

Conclusão: As informações acima podem parecer horríveis para os donos das respectivas empresas, mas isso se da ao grande aumento da concorrência no mercado e que acaba equilibrando o valor de cada empresa. Quem ganha com isso é o cliente, que tem mais opções de serviço para escolher e pode optar por melhores taxas e máquinas mais baratas.

LEIA TAMBÉM: Moderninha Pro x Sumup Total – Qual a melhor maquininha?


Moderninha Pro

Aquira agora sua Moderninha Pro com um SUPER DESCONTO!

Você não paga aluguel, taxa de adesão, não precisa ter conta bancária, pode aceitar as principais bandeiras do mercado, além de vouchers como VR, Elo, entre outros, fazer recargas de celular para qualquer operadora e ainda tem 5 anos de garantia.

Garanta já a sua Moderninha Pro e aumente suas vendas!


ATENÇÃO: TODAS as maquininhas citadas em nosso blog podem e devem ser adquiridas nos sites oficiais indicados. Em caso de dúvidas no que se refere a compra da máquina, fale conosco pelo WhatsApp que teremos prazer em lhe ajudar.

O que achou deste artigo?

Quero deixar um comentário!